Casamento Rústico: Naiara e Beto

O casamento da Naiara e do José Roberto foi super criativo e romântico. Mas antes de realizarem este sonho, eles tiveram momentos incríveis juntos. Parecia coisa de novela. Eles se conheceram em uma festa, se reencontraram por acaso e no embalo daquela conversa gostosa, começaram a namorar. Um belo dia, já morando juntos, a Naiara abriu os olhos numa manhã de domingo e fez a proposta para o José Roberto: você quer se casar comigo? Ele disse SIM. Foi então que os preparativos do casamento começaram a ser planejados. Conheça um pouco mais dessa linda história nas palavras da noiva.

Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio

“Sabe aquela história de estar no lugar certo e com as pessoas certas? Pois bem, eu fui a uma festa de minha cidade com umas amigas, e lá encontrei várias pessoas, mas eu mal sabia que lá também estaria o meu futuro marido. Foi quando observei que um rapaz da rodinha ao lado não parava de me olhar. Comecei a olhar também, mas não passou disso. Horas depois, após a festa, em um posto da cidade, percebi que aquele rapaz também estava lá. Foi daí que nos apresentamos e conversamos, e muitoooooo.

A nossa conversa fluiu tanto que eu não percebi que a minha carona havia ido embora, e claro ele se ofereceu pra me levar. Chegando em frente de casa trocamos telefones e quando eu estava saindo do carro, ele me roubou um beijo. No dia seguinte após a festa, meu telefone toca. Era um amigo dele querendo falar com a minha amiga, nos convidando pra ir em um barzinho da cidade jogar sinuca. Detalhe, eu nem sabia direito o que era sinuca. Fui porque achei o José Roberto muito interessante, e nem tinha sido ele que tinha ligado, hein?! Só falou que era pra eu ir também, fazendo o difícil, kkk.

Pois bem, fui. Nesse dia, o pouco que fiquei perto dele já me encantei, pela pessoa e por ele ser tão humano! Como ele morava em outra cidade, à 300 quilômetros de distância, a gente só se via quando ele vinha trabalhar aqui na cidade. Era bem complicado, mas o meu amor era maior que a distância que nos separava. Começamos a namorar! Meses depois ele se mudou pra minha cidade, fiquei bem feliz com tudo o que estava acontecendo conosco. Três anos depois decidimos morar juntos, e assim começou a nossa história. Quem poderia imaginar que um simples olhar, mudaria toda uma vida.

O meu pedido de casamento foi o mais inusitado. Tudo aconteceu em um domingo. Eu acordei, ele estava me olhando dormir, ele sempre faz isso, eu olhei pra ele e perguntei, amor você é feliz comigo? Ele imediatamente disse: sim! Daí eu mandei um: você quer casar comigo? Ele soltou uma risadinha e disse claro que sim! Foi daí então que começamos a planejar tudo com muito amor.

Planejamos tudo para um casamento lindo ao ar livre, com um sol lindo, como sempre sonhamos, mas Deus teve outros planos para esse dia ele nos mandou a chuva, a chuva de bênçãos. Fica bem claro pra nós que nem sempre os nossos planos são os planos de Deus, e que é ele que está no controle de tudo em nossas vidas. E que nem uma folha cai sem a sua permissão. Mas Deus, como sempre nos surpreendendo, mandou um sol lindo e encantador no final da nossa cerimônia. Tudo o que precisávamos, a chuva pra lavar a alma e o sol pra iluminar os novos caminhos.

Para a decoração, optamos por algo mais rústico e romântico. Para o vestido, optei pelo corte sereia, mas como o casamento era rústico, escolhi o vestido sem nenhum detalhe, apenas com renda.

A Kombi. Nós queríamos muito uma kombi para a minha chegada. Como disse, queríamos que tudo fosse único e tivesse a nossa cara. Um dia, passando em frente um bosque aqui da cidade, vimos a tão sonhada kombi, foi amor à primeira vista. Eu mesma fiz o arranjo de flores para colocar na frente dela.

Para a cerimônia, escolhemos a cerimônia do vinho. Vou explicar rapidinho como ela funciona: alguns dias antes do casamento, os noivos escrevem uma carta detalhando o motivo deles terem se apaixonado um pelo outro e por quê resolveram se casar. Essas cartas, depois de escritas, são fechadas e levadas para a cerimônia. Antes do SIM, o casal entrega as cartas para o celebrante, que irá explicar o significado do ritual para os convidados e colocá-las dentro de uma caixinha, já previamente preparada pelos noivos. Essa caixa será fechada com as taças, o vinho favorito do casal e as cartas, e ela só poderá ser aberta no vigésimo quinto aniversário de casamento. Ela só deverá ser aberta antes da data, se o casal passar por uma crise muito forte que abale a estrutura do casamento. Assim, tomando uma boa taça de vinho e lendo as cartas, eles se lembrarão do por quê de estarem juntos. Emocionante, né?! ” – Naiara Mello

Veja algumas fotos do casamento

Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio
Foto: R Porfirio

Aperte o play e veja o vídeo do casamento

Naiara, obrigada por compartilhar um pouquino da sua história com a gente. Desejamos tudo de bom para você e o José Roberto. Felicidades!

Fornecedores: Fotografia R Porfirio | Local da cerimônia: Reguigá Umuarama | Filmagem: Elegante Filmes 

Deixe seu comentário